Como pedir a Certidão Predial online?

A Certidão Predial online, também conhecida como Certidão de Teor, é um documento de extrema importância para a transação de compra e venda de uma casa. Afinal, é quem atesta se a pessoa que está a vender a propriedade é realmente a proprietária do imóvel e também se há alguma hipoteca ou outra pendência associada à propriedade.

A seguir, ensinamos-lhe como preencher a página para requisitar este documento.

O que é a Certidão Predial online?

A certidão predial online é o documento que reúne o histórico de um imóvel, com todos os registos em vigor e pendentes relacionados a ele. Além de informações sobre a localização e a titularidade, também inclui dados sobre vendas, hipotecas e outros trâmites já realizados com relação ao imóvel.

Este documento pode ser emitido online por meio da plataforma Predial Online ou pessoalmente numa Conservatória Predial. Com validade de seis meses, a certidão custa 15€ quando o pedido é feito pela Internet ou então paga-se 20€ quando a requisição é feita na Conservatória.

Qualquer pessoa pode solicitar o registo predial de um imóvel, mas, para isso, é necessário identificar-se e ter em mãos algumas informações sobre a propriedade. São elas:

  • Distrito
  • Concelho
  • Freguesia
  • Localização
  • Número do imóvel no registo predial
  • Letra da fração autónoma ou temporal

No caso de imóveis de construção antiga, que estão listados em livro, é necessário que o interessado forneça o número da descrição, o livro e as folhas, a fração correspondente e a fração temporal.

Como fazer o pedido online da Certidão

Uma vez na plataforma Predial Online, na caixa “Certidão Permanente” clique em “Criar”. A seguir, coloque os dados de identificação do requerente solicitados pela plataforma, depois clique em “Adicionar Subscrição”.

Na “Identificação do Imóvel”, verá que é possível fazer o pedido da certidão de três diferentes formas: descrição em ficha ou informatizado, descrição em livro e informação matricial – só é possível selecionar um método.

A única diferença entre as modalidades são as informações que o requerente tem disponível para pedir o documento. Abaixo, explicamos como proceder com cada uma das modalidades.

Descrição em ficha ou informatizado

Nesta modalidade, deverá inserir o número de ficha, que identifica o imóvel na Conservatória, a letra que individualiza a fração e a fração temporal – apenas nos casos de direito real de habitação periódica.

Sobre o número da fração temporal, ele corresponde à última semana do ano, caso esteja dividido por semanas. Ou seja, um ano é igual 52 semanas, que equivale a 52 frações temporais.

Descrição em livro

No método de Descrição em livro, o imóvel será identificado conforme o antigo sistema registral, que é anterior a 1984.

O processo inicial é igual à outra categoria. Porém, o requerente deverá colocar o número de descrição, o número do livro, o número da folha do livro e, em seguida, selecionar se é frente ou verso da folha.

Informação matricial

Aqui, leva-se em conta as alterações sofridas por algumas freguesia ao longo do tempo, nem sempre refletidas no registo predial. Neste tipo de identificação, é necessário que o número da inscrição e a respetiva freguesia coincidam em termos temporais.

Ou seja, não se pode identificar o nome atual da freguesia com o seu antigo artigo, pois fará que se emita a certidão do prédio errado.

Em seguida, na “Natureza do Artigo”, deve colocar rústica no caso de um terreno agrícola ou urbana em terrenos destinados a construção.

Após inserir os dados solicitados, a próxima etapa é o meio de pagamento e, em seguida, terá as credenciais para aceder ao documento.

Necessita de ajuda no processo de venda do seu imóvel? Consulte um especialista imobiliário da Housefy.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of